Criatura desenvolve Laboratório de Economia Circular em Fernando de Noronha

Criatura desenvolve Laboratório de Economia Circular em Fernando de Noronha

Idealizado pela empresa Ball Corporation, o Laboratório de Economia Circular terá como sede o arquipélago de Fernando de Noronha. A Casa Criatura integra a iniciativa e é responsável por desenvolver o projeto arquitetônico do laboratório.  

Fernando de Noronha é um lugar paradisíaco. Quem nunca foi, sonha em ir um dia! O arquipélago está a 350 quilômetros da costa nordeste do Brasil e é um verdadeiro santuário ecológico. Constituído por 21 ilhas e ilhotas, o arquipélago apresenta uma fauna e flora abundantes, com cerca de 400 espécies de plantas, 55 espécies de aves migratórias e 95 espécies de peixes, além de grande quantidade de tartarugas e golfinhos. 

Todo o arquipélago é protegido em unidades de conservação conhecidas como Área de Proteção Ambiental (APA). A riqueza do ecossistema local junto aos esforços de conservação ambiental da gestão e de diferentes iniciativas presentes no arquipélago deram a Fernando de Noronha o título e reconhecimento pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade (2001). Fernando de Noronha tem, dentre outros desafios, a missão de criar uma política ambiental que propõe zerar suas emissões de carbono até 2030.

Arquitetura e a Economia Circular 

Em 2020, a equipe de arquitetos da Casa Criatura foi convidada a conhecer e fazer parte do projeto inovador que propõe criar o Primeiro Laboratório de Economia Circular de Fernando de Noronha: o Lab #VADELATA pelo Planeta.

A economia circular é um conceito de desenvolvimento econômico baseado no melhor uso dos recursos naturais, por meio de processos de fabricação e modelos de negócio que otimizam o uso dos recursos  e buscam alternativas para minimizar a dependência da matéria-prima virgem, levando a práticas de reutilização, reciclagem e uso de energias renováveis.  O projeto #VADELATA pelo Planeta busca otimizar e reutilizar o alumínio, presente principalmente nas latinhas de bebidas.

O projeto que está sendo desenvolvido em Noronha é uma idealização da empresa Ball Corporation, liderança mundial na reciclagem de embalagens de alumínio. O Laboratório #VADELATA Pelo Planeta tem por objetivo coletar todas as latinhas e material de alumínio usados na ilha para serem recicladas e reutilizadas no próprio laboratório. 

Lançamento do Laboratório de Economia Circular de Noronha: Vou de Lata pelo Planeta. Foto: SubversoLab.

Isac Filho, arquiteto da Casa Criatura e um dos responsáveis pelo projeto arquitetônico do #VADELATA, conta que desde a concepção até a sua construção, o laboratório fará uso de materiais e conceitos que buscam fomentar a economia circular:  

O Laboratório #VADELATA pelo Planeta será todo construído em alumínio e utilizará a Biomimética para construir um edifício que mimetize os voos das fragatas, aves presentes no litoral brasileiro e no arquipélago. O edifício será circular e deve representar a leveza das fragatas.

Isac Filho
Projeto arquitetônico (2021)

As instalações do #VADELATA fazem parte de uma área de 18 mil m2, onde boa parte do terreno ficará reservada à preservação da biodiversidade nativa. O laboratório está localizado no entorno do aeroporto da Ilha, próximo à Praia do Bode e ao mirante Dois Irmãos. O projeto inicial da construção prevê uma estrutura com cerca de 400 m² que pode chegar até 800m². Toda a edificação será construída a partir do conceito de economia circular. 

#VADELATA é um laboratório multidisciplinar sustentável

Fernando de Noronha tem um grande desafio: otimizar a gestão e o transporte dos resíduos sólidos presentes no arquipélago,cujo custo de manutenção mensal chega até R$ 1 milhão. Atualmente, o arquipélago conta com programas de gestão ambiental que são o Programa Noronha Plástico Zero e o Noronha Carbono Zero, que deve entrar em vigor ainda este ano e só autorizará a circulação de carros elétricos no arquipélago.

A ação  #VADELATA pelo Planeta está alinhada com as políticas ambientais locais e  busca otimizar o uso dos recursos utilizados no arquipélago, garantindo a reutilização dos resíduos para a criação de artefatos que sejam úteis ao local e às suas iniciativas. A expectativa desta ação  é colaborar na reciclagem de 50 toneladas de alumínio no primeiro ano do seu funcionamento. 

A sede do laboratório será ponto de coleta do material a ser reciclado e fará o pré-processamento do material, que deve ser destinado a Recife e, posteriormente, a São Paulo. O projeto prevê uma ação conjunta com as iniciativas e empresas locais e deve definir pontos de coleta em bares, restaurantes, hotéis entre outros. A ação estimulará o uso de ecobags recicláveis para a coleta do alumínio que será reciclado e trabalhará em uma campanha ativa de conscientização ambiental com toda a população. 

Ah, e não para por aí! O Laboratório, além de ser um centro tecnológico de inovação em economia circular, também propõe ser um centro socioeducacional e deve promover uma programação de palestras, cursos, exposições, salas de debate entre outras ações cujo foco seja discutir questões ambientais prioritárias para o planeta, como a poluição dos oceanos e deve promover ações de educação ambiental que despertem para uma consciência de preservação dos ecossistemas.

Local de coleta dos resíduos e espaço socioeducativo. Representação do Projeto arquitetônico (2021)

A atuação do Brasil na reciclagem de latas de alumínio foi um dos casos apresentados na COP26 – Confererência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, ocorrida em Glasgow (UK), ano passado. O Brasil é pioneiro nesta missão e sozinho acumula as maiores taxas de reciclagem do mundo, sendo é responsável por 97,4% da reciclagem de alumínio. Estamos na vanguarda para a criação de uma Política Nacional de Resíduos que seja referência em todo o mundo, é o que apontou Estevão Braga, Head de Sustentabilidade da Ball América do Sul, em entrevista para a Exame (2021).  

Representação da edificação do Laboratório de Economia Circular de Fernando de Noronha (2021)

Daqui, estamos super entusiasmadas em poder contribuir com esta iniciativa. Um dos valores da Casa Criatura é colaborar e trabalhar com iniciativas que se preocupam com a preservação dos ecossistemas e que buscam alternativas sustentáveis para um convívio saudável no planeta.

Para entender melhor como vai funcionar este laboratório, assista ao vídeo abaixo. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PortugueseArabicSwahiliChinese (Simplified)SpanishEnglishItalian