Criatura supera a meta de produção de EPIs

A Casa Criatura supera sua meta de produção de equipamentos de proteção individual e chega a produzir mil face shields por semana

A Casa Criatura é um espaço de co-criação pautada no modelo de coworking (ou co-trabalho), que reúne várias iniciativas do setor criativo no sítio histórico de Olinda. No começo do ano, a casa recebeu o  evento Careables Latin America – edição Olinda, uma ação da Careables, que é uma iniciativa aberta e inclusiva de assistência em saúde para cidadãos, com base na fabricação digital e produção colaborativa. O encontro ocorrido em fevereiro,  em pleno período de prévias carnavalescas, foi um sucesso! Reuniu cerca de cinquenta participantes e mais de dez iniciativas do setor criativo,  além de representantes do governo local, com a presença de gestores da Secretaria de Inovação e da Secretaria de Saúde de Olinda. Aquele encontro foi um pontapé para a criação de um grupo virtual de debate sobre projetos voltados à fabricação digital com foco na saúde e no cuidado. 

Não demorou muito e o que era uma possibilidade, passou a ser uma prática no espaço de trabalho da Criatura. Com as medidas restritivas e as determinações de isolamento, a casa precisou acatar as recomendações do Estado e fechou ao público. Aquilo impactou sobremaneira a forma e os serviços que a Casa Criatura estava acostumada, pois também produzia eventos e dependia de serviços que lidavam diretamente com o público. O momento de crise transformou os serviços do coworking e fez com que as iniciativas se reunissem para co-trabalhar na fabricação digital de equipamentos de proteção individual (EPIs). Naqueles primeiros meses, a demanda por estes produtos era altíssima e os níveis de contágio da nova doença só aumentavam. O começo deste trabalho contou muito com o apoio do Careables, o que permitiu o engajamento de diferentes integrantes da Casa Criatura na produção dos protetores faciais em acrílico (face shields), por meio da do uso do corte a laser e impressão em 3D. 

Juliana Rabello coordena o laboratório de criação da Casa Criatura e é uma das responsáveis pelo desenho e prototipação das peças fabricadas. Registro de Rostand Costa.

As primeiras produções foram destinadas a doações, mas logo surgiu a demanda para atender outros profissionais da área de saúde e também do setor comercial, dos serviços considerados como essenciais. Além da oportunidade de ajudar a superar a escassez dos EPIs, a fabricação digital também tem sido a base de sustento da Casa Criatura. Isac Filho, idealizador da Criatura e um dos coordenadores da frente de produção no laboratório de criação digital fala que o momento atual é de alegria e de grande motivação, pois a Casa Criatura conseguiu superar a sua meta de produção, chegando ao marco de fabricação de 1 mil face shields por semana. Ele acredita que isso se deve à “melhoria do processo contínuo e dos métodos de trabalho em equipe, o que impacta diretamente na proteção de 1 mil pessoas por semana”. Juliana Rabello, coordenadora do laboratório e idealizadora da Souvenir Digital, também comemora esse novo momento da Casa Criatura e acrescenta que esse avanço foi possível graças aos ajustes e melhorias na logística de produção:

A operação do corte e montagem é um processo que evoluiu bastante, trabalhamos a lógica de simplificar isso e começou a ficar mais evidente (os avanços)

Juliana fala que ter mais pessoas na equipe de produção também foi imprescindível para os avanços. A chegada de Nathália foi ótimo. “Já trabalhei com ela antes, com montagem de peças e experimentações de acessórios femininos. (…) ela é muito empenhada e se envolve ativamente.” 

Nathália Lima, estudante de Agronomia na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE),  é uma das pessoas que somam na linha de produção de EPIs. Em conversa, ela relata que já vinha acompanhando o trabalho da Casa Criatura na redes sociais e recebeu o convite para trabalhar na linha de produção do laboratório. Para ela, esse processo está sendo muito importante, pois passou todos esses meses de isolamento muito angustiada sem saber como ajudar. Para Nathália, participar ativamente deste processo foi essencial: 

Sair do lugar de espectadora para alguém que está ajudando as pessoas a conseguirem proteção contra essa doença (covid-19) é simplesmente espetacular para mim. Estávamos especialmente empolgadas nessa última semana porque recebemos a doação substancial de peças de montagem vindas de São Paulo. Então nos engajamos bastante na produção. Foi gratificante chegar ao final dessa semana e perceber que conseguimos bater a marca de 1000 face shields.

A sensação, como fala Isac, é de dever cumprido e a vontade é de buscar melhorar cada vez mais e mais. Sigamos, que o caminho é longo e cheio de desafios. Ficou interessada (o) em nossas iniciativas? Entre em contato conosco.

A Casa Criatura conta com o apoio da Fundação Mozilla e participa do Desafio Mozilla contra o covid-19.